Flávio Carneiro
Release
Obra
ReleaseTrecho
A Confissão

Rio de Janeiro
Rocco, 2006. 235 p.

Uma busca frenética em que prazer e morte servem como meios para um homem aparentemente comum restaurar as rédeas de sua própria vida.
A Confissão
O romance é narrado por um homem que seqüestra uma mulher e a leva para uma casa numa praia deserta. Ali, ele a amarra a uma poltrona e diz que precisa lhe contar uma longa história. Aos poucos, vamos sabendo que se trata de uma história de amor, medo e muitas surpresas, na qual a mulher seqüestrada desempenha um importante, e inusitado, papel.
Em A confissão, Flávio Carneiro retorna ao fantástico (tão presente em seu primeiro livro), escrevendo cada palavra sobre a linha finíssima que separa sanidade e loucura, realidade e fantasia.
O narrador, anônimo, é um homem com muitas histórias para contar. Na impossibilidade de narrá-las todas, vai recortando cenas e montando-as num relato sinuoso, labiríntico, dentro do qual cada aparente desfecho é apenas a porta de entrada para uma nova história. O leitor acompanha passo a passo as aventuras deste sedutor um tanto atípico, que parece querer ao mesmo tempo atrair e amedrontar a mulher que tem diante de si.
E assim como a mulher ouve com ansiedade o relato de seu seqüestrador - querendo saber, afinal, por que está naquela casa e qual o seu destino -, também o leitor é, de certa forma, capturado.
Com um ritmo ágil, A confissão transporta o leitor para dentro da mente de um homem atormentado, sedento por retomar o controle de suas próprias experiências. De sua tentativa, resulta um romance forte, delicado, surpreendente.
Onde Encontrar


Livraria Cultura
Livraria Saraiva
Livraria Siciliano
Submarino


Outras Publicações







Voltar